Confederação Portuguesa do Yoga

©  2005 - Áshrama de Oeiras - Centro do Yoga -. Todos os direitos reservados

Política de Privacidade

Siga-nos

  • facebook_logos_PNG19751

Contate-nos: 214 407 206

Yoga-Sámkhya - Bhakti Shakti(a)

O mais Poderoso, completo, Sábio, e Antigo Método de Desenvolvimento Humano do Planeta.

É o Yoga Primordial com mais de 6.000 anos (suspeita-se que tenha mais de 12.000 anos). Trabalha o corpo, a energia, as emoções (positivas), a mente concreta, elevada – abstracta / artística e a Mente Supra Cognitiva (Overmind).

 

SÁMKHYA – Sabedoria ( significa número, razão) - Filosofia Mãe do Yoga, Cosmogénica e Antropogénica - Chave do Yoga.

Yoga significa juntar (ou ligar), da raiz Samskrta, Yuj – diz-se yudj = jugo. Diz-se “o Youga” (como Iodo).

 

O Yoga propõe:

1 - Desenvolver, o Ser Humano de forma Excepcional em todas as suas facetas positivas, sempre em Harmonia, mantendo-o no seu estado natural, Saudável e Feliz, com sólida base de Auto Exigência, anti-ego deformado, e Fraterna, onde o Percurso deve estar sempre de acordo com o grandioso Fim, o

2 - Atingir o Nirbíja Samádhi (Iluminação) - Suprema Consciência Intelectiva humano-Cósmica .

 

Disciplinas Técnicas

O Mahá Sádhaná ( Grande Prática ) abarca todas as Catorze Disciplinas Técnicas do Yoga - feitas numa só Aula, em 14 passos ou Anga, desenvolvendo o Ser Humano em todas as facetas:

1 - Dhyána (Samyama) / Samádhi - Meditação / Iluminação , pelo controlo da frequência das ondas mentais;

2 - Pránáyáma - Exercícios respiratórios de influência energética e neuro-vegetativa;

3 - Ásana - Posições psicobiofísicas;

4 - Yoganidrá - Técnicas de relaxamento físico, emocional e mental;

5 - Kriyá - Tonificação e limpeza orgânica;

6 - Mantra - Domínio dos sons, da vibração e da Harmonia / Kirtana - Sons extroversores;

7 - Jápa Tala - Sons cadenciados concentradores;

8 - Jápa Shesha - Sons contínuos elevadores;

9 - Bandha - Dinamizações musculares e neuro-endócrinas;

10 - Yantra - Símbolos concentradores de efeito psicossomático;

11 - Pújá - Retribuições energéticas;

12 - Mudrá - Gestos reflexológicos e energéticos feitos com as mãos;

13 - Nyása – Toque Energético e Projecção Psíquica (Káma Mana / Vijñána - da fonte Hiranya Garbha).

14 - Mánasika - Mentalização, fortalecimento da vontade e projecção da consciência.

O Mestre é o centro da prática (o décimo quinto elemento).

Existem ainda 6 Disciplinas Complementares (num total de 20).

 

Pratica-se num Áshrama, Local de prática Filosófica

O Gr. Mestre é o Centro da Prática do Yoga.

ORIGENS DO YOGA

O primeiro Grande Mestre, Criador Mítico do YOGA foi Lord SHIVA (El Manu) que ensinou e legou o Yoga Sámkhya à Humanidade para o seu desenvolvimento e evolução.

O Yoga deriva da raíz Samskrta (yuj-jugo) que significa juntar, constituindo uma Filosofia prática Milenar com mais de 6.000 anos de existência (os vestígios recentes apontam para mais de 12 mil anos na fabulosa cidade de Dváraka), que nasceu no Vale dos rios Indo e Sarasvatí, onde floresceu a Civilização Nága/Drávida.

A Civilização Drávida caracterizava-se por ser uma sociedade matriarcal, alegre, não repressora, sensorial, em que o papel da mulher era extremamente importante. Já tinham o conhecimento do Yoga, como mostram os sinetes de estiatina encontrados em escavações, com esculturas retratando as posições do Yoga. A sua estrutura era descentralizada, não possuíam exército e eram extremamente avançados, construíram barragens de regularização, tinham esgotos públicos e celeiros comuns, A actividade comercial era bastante desenvolvida. Era um povo lúdico, onde o xadrez mais antigo foi encontrado, assim como muitos brinquedos, o que mostra que a criança tinha um lugar privilegiado.